Nutricionista e Fisiologista do Esporte

Minha foto
Palestrante, Nutricionista Clinico Esportivo, Mestre em Ciência da Motricidade Humana,Graduado em Educação Física; ; Atualmente:Treinador de Atividades de Ultra-Endurance; Professor Conferencista - Experiência na Área de Fisiologia do Exercício e Nutrição Esportiva; com ênfase no Treinamento de Alto Rendimento, Treinamento personalizado e Emagrecimento. CBF

quinta-feira, 27 de setembro de 2018

O FUTEBOL E A NUTRIÇÃO

O METABOLISMO ENERGÉTICO E O FUTEBOL 


 O Futebol tem como característica metabólica principal o viés intermitente e a intensidade do esforço físico, fator preponderante em função do posicionamento e função do atleta em jogo. 

O controle nutricional esportivo melhora o desempenho e proporciona uma melhor condição nos estoques energéticos (Glicogênio Muscular), que também dependerá de fatores como intensidade do jogo, condicionamento físico, temperatura ambiente, umidade e um adequado planejamento alimentar pré treino-competição. 

 Um dos principais nutriente para os jogadores de Futebol é o carboidrato, que concomitantemente com uma hidratação adequada, se faz necessário, já que a modalidade não permite intervalos regulares para a reposição de água e eletrólitos. 

 A recomendação é que todo praticante inicie o jogo bem hidratado, com ingestão de água acompanhada com fontes de carboidrato como frutas ou algum suplemento específico.

 A ingestão do carboidratos horas antes do jogo é muito importante para que haja reserva adequada de glicogênio e consequentemente, o aumento da performance física durante a competição. 

 E para a reposição do glicogênio, recomenda-se o consumo desse nutriente junto com uma quantidade adequada de proteína após o jogo para a recuperação e ganho muscular. 

A alimentação específica e individual é essencial para os jogadores, já que deficiências de micronutrientes essenciais (vitaminas/minerais) e do sistema imune são comuns entre eles, principalmente pelo desgaste muscular, sudorese intensa e mudanças na rotina como viagens e cardápios diferentes.

Para maiores informações,

 marque sua consulta

terça-feira, 25 de setembro de 2018

O LEITE DE VACA E SEU CONSUMO.

O uso de produtos lácteos gera uma gama  de dúvidas em relação a sua segurança e eficácia. 

Já escuraram falar que o "leite de vaca é para bezerros", então não admire que em alguns casos, esta afirmativa é uma verdade e que pode realmente causar problemas de saúde em humanos. 

Mas o resultado final é que o leite é rico em nutrientes e uma fonte conveniente de proteína de alta qualidade, cálcio, vitamina D, riboflavina e muitos outros nutrientes. 

Se você optar por evitar o leite de vaca, por qualquer motivo, seu corpo ainda irá necessitar desses nutrientes. 

 Algumas preocupações oriundas dos consumidores de leite:


 • Se você está preocupado com a dificuldade de digerir derivados do leite, reconheça que cada pessoa tem uma resposta individual a qualquer alimento. Se você, pessoalmente, sentir inchaço depois de consumir leite ou derivados de leite, experimente reduzir sua ingestão de laticínios para ver se você se sente melhor. Se você se sentir melhor e optar por reduzir sua ingestão de laticínios, aprenda como obter cálcio, vitamina D, proteína, riboflavina, etc. de outras fontes. Leite sem lactose será uma alternativa viável ​​que pode promover uma melhor digestão. 

 • Se estiver preocupado com a gordura saturada em função de doença cardíaca, opte por alimentos lácteos com pouca gordura ou sem gordura. Use azeite em vez de manteiga. 

 • Se você estiver preocupado com hormônios no leite causando puberdade precoce, observe que há numerosos hormônios em alimentos vegetais e animais. Eles são digeridos no estômago, o que gera uma incapacidade de ter qualquer atividade biológica. Não há conclusão científica de que hormônios em produtos lácteos causem puberdade precoce. 

 • Se você está preocupado com antibióticos no leite, tenha certeza, cada tanque de armazenamento de leite é testado para antibióticos e rejeitado se algum for encontrado. 

 • Se você acha que o leite de amêndoa é uma troca igual para o leite de vaca, pense novamente. Refiro-me ao leite de amêndoa como "suco de amêndoa" porque é muito pobre em proteínas e não tem o perfil denso de nutrientes do leite de vaca. Se você escolher amêndoas, arroz, coco ou outros leites de plantas, certifique-se de obter sua proteína em outra parte de sua dieta. A melhor alternativa não láctea ao leite de vaca é o leite de soja. 

 Abraços Fraternos

Agende sua consulta