Nutricionista e Fisiologista do Esporte

Minha foto
Palestrante, Nutricionista Clinico Esportivo, Mestre em Ciência da Motricidade Humana,Graduado em Educação Física; ; Atualmente:Treinador de Atividades de Ultra-Endurance; Professor Conferencista - Experiência na Área de Fisiologia do Exercício e Nutrição Esportiva; com ênfase no Treinamento de Alto Rendimento, Treinamento personalizado e Emagrecimento. CBF

terça-feira, 13 de novembro de 2018

IMERSÃO EM ÁGUA E GELO - MITO OU VERDADE NA VELOCIDADE DE RECUPERAÇÃO

A crioterapia divide opiniões na mesma proporção em que reabilita músculos. 

 Como sugere seu próprio nome (em grego, “krýios” significa “gelo”), a técnica consiste em imergir em uma espécie de banheira com água gelada e pedras de gelo.

 Porém esta técnica tem sido tema de vários estudos científicos e em sua grande maioria os resultados alcançados não superam os 3 Grandes Pilares que realmente são responsáveis pela rápida recuperação do atleta e o seu retorno as atividades: Nutrição Adequada, Monitoramento das Cargas de Treino(controle) e Sono. 

 No procedimento Crioterápico, os efeitos alcançados se mostram muito mais "Placebo" do que realmente se apresenta. 

 Pelo menos uma coisa é certa sobre o imersão em gelo: reduz a temperatura do tecido. Também costuma diminuir a dor. 

Uma possível explicação para esse efeito analgésico é que o frio diminui a velocidade com que os nervos disparam enquanto constringem artérias e veias e limitam o fluxo sanguíneo, o que reduz a inflamação, muitas das vezes necessária para as adaptações fisiológicas propostas pelo treino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário