Nutricionista e Fisiologista do Esporte

Minha foto
Palestrante, Nutricionista Clinico Esportivo, Mestre em Ciência da Motricidade Humana,Graduado em Educação Física; ; Atualmente, Consultor Técnico da POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO; Treinador de Atividades de Ultra-Endurance; Professor Conferencista - POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO; Experiência na Área de Fisiologia do Exercício e Nutrição Esportiva; com ênfase no Treinamento de Alto Rendimento, Treinamento personalizado e Emagrecimento.

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

PROTEÍNA - QUANTO MAIS MELHOR?

PROTEÍNA, QUANTO MAIS MELHOR ?
                                                                             
 Proteína 



                      Contrariando o famoso jargão “ quanto mais melhor” quando o tema é ingestão de Proteína, a afirmativa não é esta ou é?...  

                     Vamos lembrar que fatores como, dose, horário e Qualidade da fonte de proteína, são de suma importância para o Anabolismo (ganho de massa muscular).

 Dentre eles, destaca-se a preocupação em se determinar a quantidade ótima para a máxima estimulação do anabolismo muscular. Neste sentido se faz muito importante assumirmos como pressuposto de que a quantidade de massa muscular do indivíduo exerce influência sobre a quantidade de proteína necessária para a máxima estimulação da síntese protéica. 

Nesta linha de pensamento se torna razoável assumirmos, então, que conhecer o tipo de Atividade Física Praticada será muito importante para quantificarmos tal porção. 


 Então tudo depende neh!!!!!!!!!! sim!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário